March 31, 2008

Poesia e Pedra

Sempre gostei de poesia. Confesso ser mais fã de Quintana do que de Drummond, mas não acho que exista um poema que descreva minha vida mais fielmente do que este:

No meio do caminho

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

Carlos Drummond de Andrade


De vez em quando fico a me perguntar por que existem tantas pedras no meu caminho, mas em vez de parar para responder a pergunta, sigo em frente, querendo apenas seguir meu caminho, mas eis então que surge a tal pedra, que cisma de aparecer justo no meu caminho...

3 comments:

Dani & Ró said...

Dani,

Importante é a capacidade de retirar as pedras do nosso caminho, e pelo pouco que li no seu blog, vc já conseguiu tirar várias!

Coragem, isso é o que vale!

Cristina said...

Pula Dani, ou chuta elas para o lado :-) Vc já provou que seu caminho é florido!

Cristina said...

Pula Dani, ou chuta elas para o lado :-) Vc já provou que seu caminho é florido!