June 14, 2009

Desapego




Gostaram das fotos estilo desabrigados? Pois é, o desastre aconteceu aqui mesmo, na minha casa...Cena assim só vi na TV...não foi nenhum furacão, mas o susto de acordar e dar de cara com água dentro de casa é surreal... Mas vamos ao post!

Sempre me interessei muito pelos ensinamentos budistas que pregam o desapego aos bens materiais. Mesmo dentro da religião católica este tipo de atitude também é muito defendido, basta lembrar dos exemplos de São Francisco de Assis e do próprio Jesus Cristo. Mas para nós mortais exercitar o desapego é tarefa das mais difíceis.

Não me considero muito apegada a bens materiais, em primeiro lugar porque simplesmente não poderia, pois não existe na face da Terra ser humano que tenha perdido mais coisas do que eu. De carteiras a peças de vestuário, passando por todo o tipo de acessórios e jóias -- já perdi de tudo na vida... Às vezes até acho -- principalmente quando perco dentro de casa! -- mas na maioria das vezes as coisas ficam mesmo pela estrada. É duro de aceitar, mas há poucas almas caridosas encontrando meus pertences por aí...

Já me desesperei demais. Acho até que já devo ter perdido anos de vida por conta de tanto stress. Não pelo bem material em si, mas por encarar este tipo de coisa como fracasso, como algo que fugiu do meu controle, muitas vezes por descuido ou descaso meus. Acho que com a idade tenho encarado este tipo de coisa de uma forma melhor e menos traumática.

Esta semana foi punk. Em quatro dias, tivemos o carro rebocado, o que em Maryland custa a bagatela de 265 dólares, e hoje acordamos com a grata surpresa de encontrar nosso porão, onde temos um monte de coisas, incluindo sala de TV e banheiro, completamente alagado! Nem sei dizer qual foi o causa, provavelmente um conjunto delas, mas o fato é que havia uns 10 cm de água por todo o nível inferior da casa. Claro que não é nada comparado às enchentes que a gente vê na TV, mas acordar de manhã e do nada ver a casa da gente alagada é um susto e tanto!

Claro que estou chateada, afinal o rombo na minha conta bancária pode ser significativo, mas estou bem mais calma do que de costume. Afinal de contas, fazer o que? Parece clichê, mas não é... o que importa é que estamos todos saudáveis. Vão-se os anéis ficam-se os dedos...

E que as bruxas tenham nos deixado em paz...

4 comments:

Anônima said...

Dani, nao consigo abrir de jeito nenhum e de nenhum jeito seu blog... hoje pela primeira vez abriu, mas abre e fecha... da erro de blogger...

Silvia said...

Nossa Dani que situação chata =/ Mas bem, como você disse pelo menos não aconteceu nada com ninguém.
Mas o que causou tamanha inundação?

Beijocas!

Dani said...

Aqui tem chovido muito, então acho que foi um conjunto de fatores -- a chuva forte dos últimos dias e algo que fez com que a bomba que tira a água dos arredores da casa parasse de funcionar, pelo menos momentaneamente...

Agora vamos ver como consertar isto tudo!

Beijos

Cristina said...

Para quase tudo tem jeito, Dani. Coindidentemente, tomei uma multa por estacionamento a menos de 5m da esquina da minha rua, qdo deixei o carro na oficina, com prova que eu estava no trabalho. Nem me estressei, vou entrar com recurso e passar na oficina, onde só havia ido aquela vez...muito chato mesmo. Que vcs possam salvar muita coisa!!!