September 13, 2009

Minorias


Detesto esta expressão, pois acho que simplesmente não significa coisa nenhuma, já que de uma hora para outra passamos de minoria à maioria, de dominadores a dominados ou coisa do tipo. Não gosto de rótulos nem de segregação. Acho pura perda de tempo.

Por ironia do destino, aos chegar aos EUA, virei minoria da noite pro dia. Percebi isto há muito tempo, quando uma amiga minha começou a falar mal dos "brancos" na minha frente e quando tentei contestar, ela respondeu assustada: "E desde quando você é branca? Quando falo dos brancos, me refiro a estes brancos daqui, não tem nada a ver com você!" E ali, para minha surpresa, fiquei sabendo que tinha acabado de mudar de etnia, de branca tinha virado "outros" e depois acabei percebendo que de "outros" tinha virado "latina". Apesar de meu inglês ser melhor do que meu espanhol, era o rótulo que me pertencia.

E ao longo dos anos fui me habituando a isto e hoje já respondo aos questionários como "hispânica", "de origem espanhola ou latino-americana", afinal, no meu caso, as duas condições se aplicam.

Em lugar nenhum como no meu trabalho o meu papel de "minoria" fica mais evidente: sou a única mulher não-negra. Além de mim há apenas dois homens: um indiano e um chinês. Haja diversidade! Mas como ninguém sabe o que brasileiro é na verdade, sou meio café-com-leite.

Na minha vizinhança também não é diferente. Na primeira vez que saí atrasada para o trabalho, vi todas as crianças indo para a escola, que fica bem em frente a minha casa. Para minha surpresa eram 100% asiáticas -- grande maioria de chineses, alguns coreanos e uns indianos! Chinatown é aqui!

Ontem fomos a uma festa na casa dos vizinhos aqui do lado, um casal muito bancana de chineses! E fora um casal de colombianos que moram aqui em frente, éramos os únicos não-chineses na festa. Nem precisa dizer que a comida estava um delícia e os anfitriões ficaram muito satisfeitos ao perceber que experimentávamos cada uma das iguarias. "Americanos nunca fazem isto!," eles diziam, "Parece que tem medo das nossas comidas," me contava a minha amiga Yen, que além de minha vizinha, foi minha colega de trabalho na universidade em College Park.

Detesto rótulos, mas adoro chineses. Acho que eles são pessoas tão interessantes e bem contra o estereótipo, sempre tenho um amigo chinês/coreano/japonês muito falante e extrovertido. Foi graças a minha amiga de faculdade Mihori, uma japinha que falava espanhol superbem, que passei a conhecer e a adorar sushi! O meu amigo James, um coreano-americano muito gente boa, era meu anjo da guarda em Nova York e mesmo depois de anos sem nos ver, ele e a esposa foram ao Rio para meu casamento!

Aqui nos States, eles usam muito a expressão "east meets west" se referindo a pessoas que gostam e se influenciam tanto por filosofias ocidentais como orientais, independente do lugar onde tenham nascido. A julgar pelos meus gostos, desde comidas a filosofia, acho que me incluo neste grupo. Não deve ter sido a toa que viemos parar aqui, em plena Chinatown da suburbia!

3 comments:

Melanie said...

muito interessante seu post, porque acabei de postar algo relacionado a diversidade etnica(nao sei se essa è a palavra mais apropriada pra descrever) no meu tb. qndo estudava moda em milao, ouvia mto meus colegas italianos criticando so chineses, falando mal e mtas vezes ate msm os professores se aproveitavam deles e zoavam. mas como ando percebendo o italiano em si sofre de xenofobia(pq eu msm sendo italiana ja fui discrimanda por eles)heheh, è ate meio ridiculo falar isso, mas è a pura verdade.
sempre gostei de me relacionar com pessoas de culturas,linguas diferentes, pq aprendo MTOOOO com eles. sei ate falar um pouco de chines!!hahaha, pq cada minuto que ficava com os chineses, perguntava td sobre a cultura deles e a culinaria deles, sem nenhuma sombra de duvida è a minha preferida.
bjo e otima semana pra vc!

Dani said...

Melanie,
Acho que assim como os americanos, os italianos e o resto do mundo se sentem ameaçados pelos chineses. Não sou muito ligada em estratégia política internacional, mas adoro este convívio com pessoas de outros países e aprecio demais a cultura milenar chinesa.
Bjs e obrigada pela visita!
Uma ótima semana pra vc também!

Cristina said...

Outra coincidência Dani. Dia 12 de Setembro conheci minha room mate durante o tour pela Grécia. Guess what? Chinesa!!! Falava mais do que eu e vc juntas rsrs