August 14, 2008

Panfletagem

Pois e, tem dias que so tenho falado na historia do Dr. Joaquim. Sei que ja devo estar me tornando ate chata, mas isto tudo me abalou demais.

Num pais onde a saude e uma questao tao problematica querem impedir que brilhantes profissionais exercam a medicina. A equipe do Dr. Joaquim e brilhante e honesta. Se fosse inescrupulosa ou comerciante -- como varios medicos que existem por ai -- poderiam ter tirado todo o dinheiro da minha familia. Nao tiveram uma, mas duas chances de nos explorar, quando dariamos tudo o que tinhamos e mais um pouco para que a minha vida fosse salva. Nao precisamos. Gracas a Deus e a consciencia dos medicos que me trataram, sempre preocupados com a minha saude e com o meu bem-estar em primeiro lugar. Nas duas vezes so discutiram preco depois de se certificar que meu plano de saude iria cobrir boa parte da cirurgia.

Eu tirei tres tumores do figado em cinco anos em duas cirurgias espetaculares e milagrosas. Poderia ter feito transplante? Sim, claro, imagino que muitos medicos carreiristas nao iriam pensar duas vezes antes de me sugerirem um transplante urgente, pois assim poderiam dizer que fizeram mais um transplante (ponto pro curriculo deles!) e ainda trocariam uma cirurgia cheia de incertezas por um "procedimento padrao".

Mas nao o Dr. Joaquim, que sempre seguiu sua consciencia defendendo o transplante como a ultima opcao. "Fora os tumores seu figado e muito saudavel. Voce tem muito figado para isso. Nao precisa de transplante," ele sempre me dizia.

Eu poderia ter feito o transplante no Brasil ou em qualquer lugar do mundo -- gracas a Deus tenho condicoes e conhecimento para isto. Mas nao fiz. Nao fiz porque o Dr. Joaquim, que poderia ter me vendido dois figados a peso de ouro (como a midia acusa), nao deixou. Ele disse que nao precisava. Eu acreditei na palavra dele. Estou viva ate hoje, mais viva e saudavel do que nunca.

Para quem nao sabe, os prognosticos para pacientes de hepatocarcinoma (meu caso) sao bem ruins, cerca de 20% tem sobrevida (detesto esta palavra!!) de ate cinco anos, mesmo depois da cirurgia. Eu ja estou viva ha quase seis e se Deus quiser vou viver muito mais. E ja que Deus me deu esta chance pelas maos da equipe do Dr. Joaquim, vou defende-los ate o final para que outros pacientes tenham a mesma chance que eu tive. So por isto.

2 comments:

Cristina said...

Continue panfletando Dani!!! Jornalismo tem que ouvir as 2 partes, vc tá cobrindo o que tá faltando!
Bjs,
Cris
ps: Após 2 anos e 22 dias, meu avô foi para junto da minha avó. Mamãe tá bem mas é sempre triste né?

Transplante é vida! said...

Dani,
O comitê de apoio ao Dr. Joaquim Ribeiro ficou emocionado com o seu depoimento.
Concordamos com você.
Nesse caso todos, talvez os únicos que estejam realmente preocupados com os pacientes e o transplante no Rio sejam o Dr. Joaquim e sua equipe