January 20, 2008

O Fígado



Para quem tem curiosidade de saber o porquê da importância do fígado aqui vão algumas informações.

Confesso que antes disto tudo começar a única coisa que eu sabia do fígado era que ele se regenerava. Sabia também que a Malu Mader tinha feito uma cirurgia para a retirada de um tumor (hiperplasia central nodular, tumor benigno) havia muitos anos e que tinha pavor da cicatriz dela. Não é a toa que ela não aparece de biquini de jeito nenhum.

Mas, voltando a minha história, desde aquele outubro de 2002 muita coisa mudou na minha vida e por absoluta necessidade aos poucos fui querendo saber mais sobre este meu órgão tão problemático e lutador, que agora pensando bem, ilustra bem a minha personalidade: a gente tem um monte de problemas, nada nos vem fácil, mas como somos teimosos continuamos lutando sempre!

As gravuras do post de hoje mostram a morfologia e a localização do fígado. Como pode-se ver, o lobo direto é bem maior que o esquerdo num fígado normal e saudável. Na época da minha primeira cirurgia, meu lobo direito era simplesmente IMENSO, tão grande que acomodava um tumor de 20 cm e outro de uns 3 cm. Já o esquerdo era atrofiado. Nem os médicos sabem explicar como meu fígado não explodiu e conseguiu crescer tanto para acomodar os tumores. Prefiro acreditar que alguém lá em cima achava que eu ainda tinha coisas para fazer por aqui.




Durante a primeira cirurgia, tive 70% do meu fígado e boa parte do lobo direto retirados. A vesícula, coitada, apesar de saudável, também teve que partir para evitar complicações futuras. O cirurgião sempre disse que deveria ter ido mais fundo, na verdade eu tinha cerca de 80% do fígado comprometido, mas que eu não resistiria, pois o ser humano precisa de 30% do fígado para viver. Então ficou um pouquinho de nada do lobo direito, e foi justo aí que velho/novo tumor foi encontrado.






Aula de Biologia:


Para que não sabe, 0 fígado é a maior glândula do corpo humano, e localiza-se no canto direito superior do abdómen, sob o diafragma. Seu peso aproximado é cerca de 1,5 kg no homem adulto e um pouco menos na mulher. Em crianças é proporcionalmente maior, pois constitui 1/20 do peso total de um recém nascido. Na primeira infância é um órgão tão grande, que pode ser sentido abaixo da margem inferior das costelas, ao lado direito. Funciona como glândula exócrina, isto é, libera secreções em sistema de canais que se abrem numa superfície externa. Atua também como glândula endócrina, uma vez que também libera substâncias no sangue ou nos vasos linfáticos.

Em algumas espécies animais o metabolismo alcança a atividade máxima logo depois da alimentação; isto lhes diminui a capacidade de reação a estímulos externos. Noutras espécies, o controle metabólico é estacionário, sem diminuição desta reação. A diferença é determinada pelo fígado e sua função reguladora, órgão básico da coordenação fisiológica.
Entre algumas das funções do fígado, podemos citar:
destruição das hemácias
emulsificação de gorduras no processo digestivo, através da secreção da bile
armazenamento e liberação de glicose
síntese de proteínas do plasma
produção de precursores das plaquetas
conversão de amônia em uréia
purificação quanto a diversas toxinas

Além das funções citadas acima, este órgão efetua aproximadamente 220 funções diferentes todas interligadas e co-relacionandas. Para o entendimento do funcionamento dinâmico e complexo do fígado, podemos dizer que uma das suas principais atividades é a formação e excreção da bile, ou bílis; as células hepáticas produzem em torno de 1,5 l por dia, descarregando-a através do ducto hepático. A transformação de glicose em glicogênio, este conhecido como amido animal, e seu armazenamento, se dá nas células hepáticas. Ligada a este processo, há a regulação e a organização de proteínas e gorduras em estruturas químicas utilizáveis pelo organismo da concentração dos aminoácidos no sangue, que resulta na conversão de glicose, esta utilizada pelo organismo no seu metabolismo. Neste mesmo processo, o sub-produto resulta em uréia, eliminada pelo rim. Além disso, paralelamente existe a elaboração da seroalbumina, da seroglobulina e do fibrinogênio, isto tudo ao mesmo tempo em que ocorre a desintegração dos glóbulos vermelhos. Durante este processo, também age em diversos outros, tudo simultaneamente, destruindo, reprocessando e reconstruindo, como se fossem vários órgãos independentes, por exemplo, enquanto destrói as hemácias, o fígado forma o sangue no embrião; a heparina; a vitamina A a partir do caroteno, entre outros.


O fígado, além de produzir em seus processos diversos elementos vitais, ainda age como um depósito, armazenando água, ferro, cobre e as vitaminas A, vitamina D e complexo B. Durante o seu funcionamento produz calor, participando da regulação do volume sanguíneo; tem ação antitóxica importante, processando e eliminando os elementos nocivos de bebidas alcoólicas, café, barbitúricos, gorduras entre outros. Além disso, tem um papel vital no processo de absorção de alimentos. Espiritualmente se diz que no figado armazenamos a raiva.

Este resumo retirado da Wikipedia explica bem a importância deste órgão mais do que vital. O meu continua lá, com as cicatrizes das batalhas, muitos pontos, muitos grampinhos, a veia cava também mexida, mas firme e forte...todo mundo trabalhando pesado para me manter mais viva do que nunca.

Se o fígado normal é parecido com estas ilustrações que coloquei acima, o meu é um pouquinho, para não dizer totalmente, diferente. Ele é só o lado esquerdo, só que gigante. O tamanho deve estar praticamente normal, mas ele é só um grande lobo esquerdo hipertrofiado, costurado, grampeado, com umas veias meio puxadinhas, mas continua lá. Incrível pensar neste arranjo... Quando olho a cicatriz da Mercedes, ainda fresquinha na minha barriga, às vezes penso que tudo que passei está resumido ali, em forma da famosa estrela de três pontas. Ledo engano... A Mercedes é só enfeite do presente que está bem guardadinho aqui dentro da minha barriga.

4 comments:

Sandro said...

obrigado pelo seu depoimento de fé. acabei de fazer os exames to com 20cm de massa no fígado, vou no medico amanha. espero ter uma historia bonita como a sua pra contar...
cintrasandro@hotmail.com

Anonymous said...

Maravilha! Adorei!!! Além de Salvar Vidas, alertando a Todos para Cuidar Melhor desse Órgão, Ainda Amplia e Incentiva A Valorização de cada Órgão, De cada Função, De cada Capacidade Humana! Até a de Amar A Si Mesmo! Á Vida e a Toda a Humanidade! Parabéns Mesmo! PauL.

G.A.B.Y said...

Olá..
pesquisando sobre várias problemas relacionados ao fígado, entrei por acaso no teu blog e me chamou atençao o teu depoimento!! minha mãe se encontra numa situação bem grave com uma lesão de 23 cm no fígado, moramos no interior do RGS e estamos com vontade de ir a SP pra fazer o trtamento, por gentileza poderia me informar o médico que realizou tua operação, se poderes me ajudar ficaria mto agradecida!
Gabriela

Dani said...

Oi Gabriela,
Sei bem como vocês devem estar se sentindo. O meu médico, Dr. Joaquim Ribeiro, clinica no Rio e além das cirurgias, está fazendo transplantes no Hospital Silvestre. Se você quiser mais detalhes, posso colocá-la em contato com ele. Me mande um email dani.m.duran@gmail.com