April 3, 2008

Mara Manzan

Fiquei sabendo agora que a atriz Mara Manzan se despede da novela Duas Caras para fazer uma cirurgia para a retirada de um tumor maligno do pulmão. Apesar da notícia ruim, a imprensa diz que a atriz está emocionamente bem e disposta a lutar contra a doença mais uma vez. Mara teve câncer no útero há dez anos, quando participava da minissérie Hilda Furacão.

Este é o tipo de notícia que me entristece, pois acho que enfrentar uma doença como câncer é uma dor maior do que qualquer ser humano merece na vida. Deparar-se com esta doença bandida uma vez já é terrível. Ter dois encontros com ela é simplesmente devastador. Só quem viveu sabe.

Fico feliz de saber que Mara não perdeu o bom humor e espera voltar para gravar os últimos capítulos da novela das nove que termina no final do mês que vem. Estou na torcida também, pois a vitória de qualquer um sobre esta doença covarde é minha também. Quero voltar aqui daqui a um tempo e comemorar a recuperação da Mara da mesma forma que celebrei a volta do Nenê às quadras há poucos dias.

Não sei o motivo -- provavelmente inocência ou ignorância -- mas sempre achei que quando acontecia uma coisa horrível destas com a gente, a gente deveria ganhar automaticamente um passe-livre para o resto da vida. Na minha cabeça doida, quem tivesse enfrentado o câncer com sucesso viraria um Highlander ou coisa parecida e só poderia morrer de velhice. Afinal se o bandido não conseguiu nos pegar da primeira vez, não voltaria para nos aborrecer mais. Perdeu, perdeu e ponto final. Vai procurar outra vítima! Foi este enredo que inventei para mim mesma, na esperança de não me desesperar, de não enlouquecer.

Então quando vejo casos de recidivas, casos de um paciente que tem câncer num lugar e tempos depois descobre o bandido em outro órgão é difícil não me revoltar. Mas dentro de mim sei que na maior parte das vezes, revolta é um sentimento inútil e vazio, ainda mais nos casos de um inimigo silencioso e covarde que se instala dentro de nós sem pedir permissão.

Nestas horas, uma outra frase do Lance Armstrong torna-se uma espécie de matra para mim:

You picked the wrong guy. When you looked around for a body to try to live in, you made a big mistake when you chose mine."


Ou na minha tradução feminima e tupiniquim:

"Você escolheu a mulher errada. Quando andou à procura de um corpo para se instalar, você cometeu um grande erro ao escolher o meu."

É isso que vou dizer para mim mesma de agora em diante. Cada vez que como brócolis, cada vez que tomo o "suco verde" do Blake, digo para mim mesma que este é o alimento sagrado para meu corpo e minha maior arma contra coisas ruins que pensam em se alojar dentro de mim. Nenhuma célula ruim vai resistir a duas cenouras, dois dentes de alho, molhes e molhes de espinafre e brócolis e várias porções de blueberries por dia.

Vou mostrar para estas células rebeldes e daninhas que quem manda aqui sou eu! Também vou rezar muito pela Mara, para que ela continue com este espírito alegre e lutador. Ninguém mais do que eu torce para ter mais uma história de sucesso para contar.

5 comments:

Andréa N. said...

Dani, cada vez que vc comer brócolis e que tomar o "suco verde" do Blake, lembre tambem a si mesma de que voce esta ajudando a salvar uma media de 200 animais por ano da tortura e da morte, a cada refeicao vegana.

Dani said...

Andréa,
Verdade! Preservar a vida destes animais inocentes tem que ser bom para o karma! :)

Chris said...

Dani, falei em você no Espartilho, depois vá lá ver! bjinhos.

Ana Claudia Lintner said...

Dani,
eu li a reportagem no UOL e me tocou muito. Alias, em se tratando de cancer, sempre toca, nao e?
Mas admirei a postura dela: sofrendo, mas esperancosa. Deus queira que tudo corra bem e que ela tenha vida longa - livre deste mal.
Obrigada pela visitinha ao blog e tenho news: blog novo (o antigo continua) www.comaninha.blogspot.com

Beijo e otima quinta feira pra voce!
*te mandei um email no seu gmail.

Fe França said...

Isso, firme e forte, com o pensamento lá no alto, e comendo essas comidinhas que vc vai descobrir cada vez mais o quanto são gostosas ;o) Fica bem. Beijos, Fê - www.fernandafranca.com