September 21, 2010

Tabu II

Sinceremente não entendo o motivo que leva tanta gente a esconder as coisas. Mais, não consigo entender o motivo que leva muita gente a mentir quando o assunto envolve filhos e gravidez. Pelo amor de Deus, estamos no século XXI!

Eu odeio segredos na mesma intensidade que odeio mentiras pois acho que ambos nos tornam prisioneiros de nós mesmos e reféns de nossos medos. Aprendi a duras penas que a dor dimunui e a alegria aumenta quando são compartilhadas, e desde então minha vida tornou-se um livro aberto. Acho que as pessoas respeitam quem tem coragem de mostrar não só suas vitórtias, mas principalmentes seus desafios e suas fragilidades. Acho importante falar sobre dificuldades para que as pessoas que talvez atravessem situações semelhantes saibam que não estão sós, que existe alguém que provou que isto pode ser feito.

A fertilização in-vitro ainda é tabu para muitos e condenada pelas alas mais radicais da Igreja Católica, mas graças a Deus não faço parte delas. Quando toquei no assunto com o padre amigo da nossa família, a resposta foi: “Isto é entre seu marido, você e Deus.” E como acredito num Deus piedoso, e levando em consideração que tudo correu as mil maravilhas, acho que realmente Ele está do nosso lado.

É por estas e outras que não entendo quando alguém mente sobre a concepção de seu bebê. Respeito a privacidade alheia, mas não sou idiota. Uma mulher de 53 anos não engravida naturalmente. Obviamente existem milagres e casos extremos, mas apesar dos avanços da medicina, isto é quase impossível. Mesmo que a mulher em questão não tenha entrado na menopausa ainda, a qualidade de seus óvulos é baixíssima e as chances de sucesso quando não se usam os óvulos de uma doadora mais jovem são mais do que ínfimas. Tantas estrelas de Hollywood sendo mães às vesperas dos 50...no mínimo estranho.

Mas nada me irrita mais do que a JLo (Jennifer Lopez) dizendo ser contra fertilização in-vitro por ser muito conservadora. Então vou acreditar que aos 38 anos ela teve gêmeos fraternos do nada?! Sem ter outros gêmeos na família. Faça-me o favor. Dizer que ninguém tem nada a ver com o modo que os filhos foram concebidos é uma coisa, anunciar na capa da Elle e para quem quiser ouvir que é contra métodos de reprodução assistida é ridículo.

É claro que durante o tratamento, muita gente prefere manter segredo para evitar decepções. Eu mesma restringi os detalhes do tratamento em si a um seleto grupo. Não por achar que as outras pessoas fossem me criticar, mas para evitar as perguntas para as quais muitas vezes não se tem resposta, tipo “Deu certo?” A torcida é sempre positiva, mas às vezes tanta atenção gera ansiedade. Mas uma vez que a gravidez foi confirmada, que o período crítico passou, fiz e faço questão de dizer que mais uma vez, Deus e a ciência juntaram forças e me deram mais um presente, mais uma milagre, que em breve vai atender pelo nome Joaquim, que quer dizer “aquele que Deus elevou”.

É por estas e outras que admiro muito a Fatima Bernardes, que sempre foi muito franca e falou abertamente dos obstáculos que encontrou e do tratamento ao qual foi submetida para ter seus trigêmeos. Quem dera que mais gente fosse assim...

6 comments:

Daniele said...

Concordo plenamente. A ciência esta ai para "ajudar" a TODOS q optam por ela.
Bjs,

no estrageiro said...

Debora, eu tenho uma pessoa muito querida e proxima que fez o tratamento ( e deu certo!!!) mas que se recusa a contar que sim, precisou de um tratamento para engravidar. Pelo que eu entendo, mas tb nao fico questionando, eh que ela se sente menor, mais fragilizada por nao ter conseguido gerar os filhos sem a ajuda da ciencia. Nao sei se concordo ou nao mas respeito sua posicao e saio por ai mentindo na maior cara de pau quando me perguntam sobre isso.

Luciana Misura said...

Impossivel nao e (ter gemeos fraternos aos 38) mas e bem improvavel. De qualquer forma, e tao ridiculo que alguem faca campanha contra tratamentos de fertilidade! Tanta coisa ruim no mundo pra esse povo ser contra, e vao escolher justo uma coisa dessas.

Enfim, outra que sempre falou abertamente dos seus IVFs foi a Celine Dion, que ja fez muitos! Sinceramente nao sei porque alguem quer ter uma "opiniao" a respeito disso...

Casar é Fácil said...

Dani,

Concordo plenamente com você! Eu fiz 2 Fivs e só consegui engravidar depois de uma transferência de embriões congelados.

Não tenho porque esconder das pessoas. Meu filho tá aqui, lindo e saudável. Acho super válido falar sobre o assunto, pois muitas mulheres estão com dificuldades para engravidar. Tenho 3 amigas tentando há anos e tenho certeza que o meu caso com final feliz, tem motivado bastante para que elas não desistam jamais.

Beijos,
Manú

Dani said...

Acho que as pessoas devem ter motivos diferentes ao abordar a questão. Eu nunca me senti menor ou menos capaz, não por não ter como solucionar um problema que está fora do meu alcance. Muito pelo contrário, sempre me achei uma felizarda por ter meios de buscar uma solução. Queria que o tratamento fosse mais acessível e que mais pessoas pudessem se beneficiar.
Assim como a Manu, acho que cada vez que uma de nós tem uma história de sucesso, serve de inspiração para muitas de nós que acalentam o sonho da maternidade em meio a tanta dificuldade.

Beijos

Anonymous said...

minha mae engravidou aos 46 sem nada. alias foi um bebe surpresa.