July 25, 2008

Os Dez Mandamentos do Paciente (de câncer)


1. Mantenha sempre a fé e o otimismo por mais difícil que isto possa parecer.

2. Chore se precisar. Ninguém é de ferro, nem você. Tenha seus momentos de tristeza; extravaze, mas imponha um limite -- no máximo três dias para se recompor.

3. Confie em seus médicos. Se tiver dúvidas, pergunte. Se não ficar satisfeito com a resposta, pergunte mais uma vez. Se não encontrar o que procura, não hesite em buscar uma segunda opinião. É direito seu.

4. Aceite ajuda mas imponha limites. Você vai se surprender com a bondade alheia, então abra seu coração. Ao mesmo tempo fique atento aos chatos de plantão que vão lhe encher de conselhos e abobrinhas. Avise a eles, delicadamente é claro, que de boas intenções o inferno está cheio!

5. Procure encontrar pessoas que passaram por um problema parecido com o seu. Converse, aprenda com elas. Elas vão lhe servir de inspiração e vão lhe dar força ao longo da caminhada. Não tenha vergonha de ligr para elas, normalmente elas se sentem úteis ao dividir suas histórias.

6. Não vá atrás de curas milagrosas ou sugestões duvidosas. Muitas vezes elas só atrapalham o tratamento. Agradeça a preocupação, mas deixe claro que você tem um bom médico e está sendo assistido.

7. Encare cada etapa do seu tratamento, por mais dolorosa que seja, como um passo rumo a cura. Ninguém gosta de cirurgia, ressonância magnética, contraste, quimioterapia mas estes são males necessários que podem salvar sua vida.

8. Procure um apoio psicológico. Nestas horas a ajuda de um terapeuta é bastante importante, pois nos faz colocar nossos pensamentos em ordem e nos ajuda a perseguir nossos objetivos.

9. E por falar em objetivos, tenha sempre um em mente. Crie a imagem da vitória e imagine este dia cada vez mais perto. Veja-se lá. Repare na roupa que você está vestindo, nas pessoas que estão ao seu lado, no sentimento que lhe invade a alma. Pense nesta cena a cada dia. Pode ser a simples saída triunfal do hospital ou uma peregrinação ao santuário de Nossa Senhora de Fátima ou Aparecida ou Mecca. O lugar pouco importa, o que faz diferença é a fé.

10. Tenha fé e muita, mas faça a sua parte. Deus quer que você fique bom sim, o mais rápido possível, mas Ele também precisa da sua ajuda. Se acreditar em operações espirituais ou tratamentos holísticos, invista neles, mas sem nunca deixar o tratamento de lado. Nestas horas precisamos de todos os aliados que estejam ao nosso alcance.


Estas foram algumas das lições que aprendi na doença e gostaria de compartilhar com vocês e com qualquer um que esteja atravessando um momento difícil. Tenho várias outras dicas e aos poucos vou postano por aqui.

3 comments:

said...

Oi Dani, o inevitavel aconteceu... Randy Pausch faleceu nesta manhã.
Jose Antonio

Jackie said...

Oi, Dani,
Acabei de ler sobre a morte do Randy P. (esqueci o sobrenome do autor palestra) e lembrei de você. Não que vc esteja associada a morte - longe disso!-, mas porque tive acesso àquela palestra tão inspiradora através do seu blog. Coincidentemente, após acessar seu blog pela primeira vez e devorar vários de seus textos, fui informada que a minha avó estava com câncer de mama. Isso me provou mais uma vez que Deus cruza os caminhos das pessoas para que elas aprendam umas com as outras. Com a internet, o trabalho Dele ficou bem mais fácil. :)
Beijos

Polêmica said...

Que legal esses mandamentos, eu achei o 5º mandamento valiosíssimo, eu aprendi uma vez que o que nos ajuda a superar qualquer doença ou problemas, é a troca experiencias, é sempre encontrar alguém que esteja no mesmo barco que a gente, que nos entenda, isso nos fortalece. E sobre essas curas espirituais, meu pai sempre me ensinou (e eu acredito) que em primeiro lugar devemos tentar tudo o que há na medicina, se não der certo, aí sim recorrer a Deus pois, se tentarmos a ajuda de Deus e não conseguirmos resultado, significa então que Deus falhou?...mas, fé sempre... e solicitar ajuda de Deus sempre!

Beijão!