May 17, 2012

Adeus, Vovó


Bubinha querida,

Me custa acreditar que você não está mais aqui comigo. Que daqui a pouco, quando acordar, não vou poder ligar e pedir para ouvir a sua voz. Eu sei, os últimos meses foram difíceis e a cruz ficou pesada demais. Entendo que você esta melhor agora, descansando ao lado de Deus e dos anjos, onde é seu lugar. Mas para mim, a dor ainda é grande demais. Sou egoísta, queria você entre nós eternamente.

Você sempre foi  minha inspiração, minha referência, meu dicionário e meu norte. Sempre com um conselho carinhoso, ou uma palavra afetuosa na hora certa. É tão difícil imaginar que não vou ter mais seu colinho, Vovó. A dor é tao enorme que me deixa inerte, tão profunda que lateja no meu peito, tão real e ao mesmo tempo tão distante.

Não acredito em morte e em fim. Acredito no amor e na fé de que aqueles que amamos estarão sempre conosco, mesmo quando não podemos vê-los ou ouvi-los mais. Sei exatamente onde você está, Vovó: bem aqui, do lado esquerdo do meu peito, de onde jamais sairá. Você está também em cada bom livro que eu ler, em cada filme de suspense que prender minha atenção, ou em cada sorriso do nosso pequeno Joaquim, que vai ouvir falar muito da Bisa que ele teve a felicidade de conhecer.  

Pois é Vovó, Deus mais uma vez me atendeu, quando implorei a Ele que deixasse que você conhecesse meu filho. Que felicidade inigualável tive ao colocar o Joaquim nos seus braços. Prometo, Vovó, que vou contar cada história que você nos contava quando crianças e que vou contar a ele as histórias da nossa família para que ele saiba de onde veio e quem eram as pessoas maravilhosas que vieram antes dele.

Hoje é um dia muito triste para mim, Vovó, mas longe de mim me revoltar com a sua partida. Você lutou o quanto pôde e a cada momento que viveu deixou sua marca em tantas pessoas que te amam, em forma de lembranças, de ensinamentos e de amor. Você desempenhou com perfeição o papel de avó e de mãe ao mesmo tempo. Ter você em nossas vidas foi uma enorme bênção e seus ensinamentos seguirão com cada um de nós até nossos últimos dias, eu prometo.

Obrigada por tudo, Vovó. Descanse em paz, você merece. Te amo para sempre.

Sua neta,

Dani






5 comments:

Só uma menina said...

Sinto muito mesmo... Sei o quanto você era ligada a sua vozinha. Que ela possa descansar em paz sabendo que seu legado permanecerá com vocês e que o tudo o que plantou ao longo de sua existência está florindo e dando frutos.

Dani said...

Obrigada pelo carinho, Paula.

Delma said...

oi Dani

Meus sentimentos....linda a homenagem que vc deixou para ela. Fiquei com os olhos cheios de lágrimas ao ler....espero que vc fique bem e passe todas as coisas boas que vc passou vom a sua vovozinha para o pequeno Joaquim.
Um beijão e tudo de bom, sempre!!

Dani said...

Delma,
Obrigada pelas palavras carinhosas. Esteja certa de que o Joaquim vai ouvir falar muito da bisa dele, apesar da ausência física dela. Acredito que o amor transcende a morte.
Bjs

Cristina said...

Lindo o texto Dani. E que bom poder homenageá-la tão linda nessas fotos. Fiquei com lágrimas nos olhos.